G-7: E agora, quem responde pela humilhação de Wolvenar?


g7

AgGov

Sem provas conclusivas, Justiça Federal absolve Wolvenar Camargo e empresários na operação G-7

Após acolher o parecer do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal, por meio da Terceira Vara Federal de Rio Branco, absolveu, na última sexta-feira, 23, os réus Wolvenar Camargo Filho e os empresários, Acrinaldo Pontes, Dalcimar Souza, João Albuquerque, João Braga, João Salomão, Mario Tadashi Yonekura e Sérgio Murata, da acusação de fraudar a Concorrência Pública nº. 196/2012, destinada a selecionar empresa de construção civil para a edificação do Hospital Regional de Brasileia.

Segundo o titular da Vara, o juiz federal Jair Araújo Facundes, a absolvição se deu na forma do artigo 386, I, do Código de Processo Penal (CPP), uma vez que declarou insubsistente a acusação de que tenham fraudado a licitação pública.

(…)