Fernando Haddad e Manuela: Lula candidato

# lula pt pcdob

lula
Fernando Haddad e Manu

do vermelho

Gleisi Hoffmann, presidenta do Partido dos Trabalhadores (PT), ao anunciar a aliança com o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), disse que estava comunicando formalmente que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedira que ela convidasse a candidata Manuela D’Ávila para ser sua vice. Após explicar que o anúncio deveria ser formalizado dentro do prazo estipulado pela Justiça Eleitoral para não dar motivos a controvérsias judiciais, Gleisi Hoffmann lembrou que o PT sempre atuou em coligação, com o candidato a vice indicado por outro partido — com exceção de 1994, por circunstâncias excepcionais.

Segundo ela, a pré-candidatura de Manuela D’Ávila cumpriu papel importantíssimo na construção da unidade formalizada no domingo (5), um importante acordo do campo progressista e popular para dar sustentação à candidatura do ex-presidente Lula. Gleisi Hoffmann também disse que o PT tem carinho, respeito e consideração por Manuela D’Ávila. “E muito nos alegra esse convite feito pelo presidente Lula”, destacou, lembrando que essa aliança fortalece a presença da mulher e dos jovens na disputa eleitoral. De acordo com a presidenta do PT, Manuela D’Ávila é uma pessoa de força, vigor e determinação.

Ela lembrou também que as conversas entre os dois partidos definiram a tática eleitoral para assegurar a manifestação do ex-presidente Lula, além da estratégia de campanha até a regularização da situação judicial da chapa. Nesse processo, a representação do candidato caberá ao ex-prefeito paulistano Fernando Haddad, pela proximidade com Lula e pela identificação com o PT. A decisão foi tomada conjuntamente pelas direções do PT, do PCdoB e do Pros, que também está na coligação.

De acordo Gleisi Hoffmann, a pré-campanha da coligação começa imediatamente. “Fernando Haddad e Manuela D’Ávila vão sair pelo Brasil com uma agenda firme, uma agenda forte, defendendo um programa de governo progressista e popular, que o PCdoB, o PT e o Pros construíram para esse processo. E vamos estar juntos e irmanados também com o apoio do PCO”, anunciou.

(…)