Energisa assume energia no Acre (não adianta mais blablablá de políticos)

# energisa

Agora é cobrar que a empresa privada melhore os serviços, faça os investimentos necessários e dê prosseguimento ao Luz Para Todos, que está paralisado desde que Temer assumiu o poder. E não adianta mais políticos do Acre virem fazer proselitismo com isso e aquilo sobre a entrega por 50 mil da Eletroacre…O patrimônio construído com impostos do povo foi pro beleléu – J R Braña B.

energisa

Da Energisa para oestadoacre

Grupo Energisa assume a distribuição de energia no Acre

 

Distribuidora receberá aumento de capital imediato de R$ 238,8 milhões e investimentos de R$ 228 milhões em 2019. Melhoria da qualidade dos serviços será prioridade

O Grupo Energisa assume hoje (6/12) o controle da Eletrobras Distribuição Acre (antiga Eletroacre – Companhia de Eletricidade do Acre), que foi adquirida em leilão realizado pelo BNDES, na B3, em agosto deste ano. Com a aquisição da concessionária, a Energisa, que já conta com 7,3 milhões de clientes em todo o Brasil, passa a atender a mais 263 mil consumidores em 22 municípios, em uma área de 164 mil km².

O novo diretor-presidente da empresa, José Adriano Mendes Silva, explica que o principal objetivo é melhorar a qualidade do fornecimento de energia no estado e garantir a continuidade dos serviços. As prioridades, segundo ele, serão a retomada da sustentabilidade da concessão, os investimentos na rede elétrica para melhorar e assegurar a energia fornecida ao estado, o atendimento a regiões ainda não plenamente supridas – com diminuição das áreas que estão nos sistemas isolados no estado – e a redução do furto de energia, que ultrapassa os 20% na área de concessão. Também serão feitas, até 2022, aproximadamente 8,7 mil ligações como parte do Programa Luz Para Todos, concluindo a universalização de energia no Acre.

“Nosso objetivo inicial é garantir a continuidade dos serviços, que estão comprometidos por conta da falta de investimentos em níveis adequados nos anos anteriores. Nossa prioridade será melhorar a prestação de serviços para os clientes do Acre, realizar relevantes investimentos que permitirão a retomada da trajetória de qualidade da distribuidora e, desta forma, dar suporte ao crescimento econômico e social da região. Acreditamos que, em alguns meses, os clientes já sentirão uma melhora expressiva nos serviços, que seguirão em trajetória de evolução nos próximos anos, entrando em níveis bem mais satisfatórios e dentro das metas da agência reguladora, a Aneel”, explica José Adriano.

Entre os principais desafios no estado, o executivo destaca a condição da rede elétrica urbana e rural – que está bastante deteriorada por falta de investimentos –, a sobrecarga do sistema, com subestações como a que abastece a capital, Porto Velho, próximas ao limite de sua capacidade, e a necessidade de expansão da rede para atendimento a novos clientes.  Hoje são cerca de 68,4 mil consumidores no sistema isolado, o que representa 25,61% dos clientes do Acre.

Em 2019, a Energisa planeja investir no estado, aproximadamente, R$ 228 milhões, visando a melhoria da qualidade dos serviços e a expansão do sistema elétrico. Esse montante é mais de quatro vezes o valor que foi investido pela Eletroacre em 2017 e três vezes o aportado em 2016.

(…)

Como ficará o Grupo Energisa após a aquisição*:

  • 11 concessões de distribuição, em 862 municípios, em todas as regiões do país
  • 2.034 mil km² de área de concessão de distribuição
  • aproximadamente 25% do território nacional
  • 683 subestações
  • 19.643 km de linhas de transmissão
  • 600.306 km de linhas de distribuição
  • 7,6 milhões de unidades consumidoras atendidas
  • Mercado de 33.689 GWh (ante 32.660 GWh)
  • R$ 15,5 bilhões em receita líquida

Dados consolidados até novembro de 2018

(…)

Novo comando

Aos 60 anos, o engenheiro elétrico José Adriano Mendes tem mais de 30 anos de experiência no setor de distribuição. O novo presidente da distribuidora de energia do Acre já foi diretor de Operação das Centrais Elétricas Mato-Grossenses (Cemat), atual Energisa Mato Grosso, e diretor Técnico Comercial da Energisa Minas Gerais e Energisa Nova Friburgo.

Já o engenheiro elétrico Ricardo Xavier assumirá a Diretoria Técnica Comercial da distribuidora, onde já atua desde 2005 e ocupou o cargo de presidente nos últimos três anos. Ricardo é pós-graduado em Proteção de Sistemas Elétricos pela Unifei e possui MBA Executivo em Gestão Empresarial pela FGV.


Gostou desse conteúdo? Ajude a manter oestadoacreclique aqui