Condenado homem acusado de roubar carros no Acre e vendê-los na Bolivia

A 3ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco condenou à prisão Diego Rogério Menezes de Nóbrega pela prática de estelionato. O crime pareceria trivial, não fosse o fato de o acusado já tê-lo praticado em 44 comarcas espalhadas pelo Brasil afora.

Os fatos

carroDe acordo com a denúncia, Diego de Nóbrega teria locado um veículo de Manuel de Jesus Bandeira, pago três diárias adiantadas e recebido o automóvel no Hotel Guapindaia, em Rio Branco. Passados os dias do contrato, a vítima foi até o hotel e soube que o acusado havia fechado a conta e ido embora no mesmo dia em que recebera o veículo.

Dias depois, a vítima soube que seu veículo havia sido conduzido em direção à Bolívia, de onde não retornou. O acusado também teria praticado o mesmo delito em Cruzeiro do Sul (AC) e em Juína (MT), por exemplo, e igualmente atravessado para o País vizinho.

Diego admitiu que um mototaxista teria o apresentado a um boliviano que adquiria os veículos vindos do Brasil. O negócio envolvendo o carro de Manuel Bandeira foi fechado em 6 mil dólares, cujo câmbio para o Real foi feito ainda em território boliviano.

Apenas o veículo de Cruzeiro do Sul foi recuperado. O automóvel pertencente a Manuel Bandeira, cujo valor girava em torno de R$ 23 mil, não foi localizado.

Decisão

Além de condenar à prisão em regime semi-aberto, o Juiz Raimundo Nonato, titular da 3ª Vara Criminal, determinou ao réu o pagamento de R$ 23 mil (valor do veículo), como forma de reparar os danos causados pela infração.