Sena: Impensável: água tratada na comunidade do Caeté

(Investimentos Governo do Estado/Depasa)

Os recursos foram mínimos.

Segundo Edvaldo Magalhães, diretor-presidente do Depasa:

Apenas R$ 332 mil para captar água do rio Caeté, construir a Estação de Tratamento, os reservatórios, implantar a rede de distribuição e as ligações das residências…332 mil!

O blog teve acessos aos dados mais recentes do Depasa sobre a comunidade do Caeté:

Sessenta e duas (62) famílias, um posto de saúde e uma escola serão os beneficiados com a água tratada de hoje por diante.

Rápida explicação sobre os diferentes tipos de água, segundo a ONU:

Potável: Este tipo de recurso hídrico é a famosa água inodora, incolor e insípida. Própria para o consumo humano, sobretudo para a ingestão direta.

Mineral: Também própria para o consumo humano e livres de toxidades, a água mineral, como o próprio nome já induz, se refere ao líquido rico em sais minerais.

Tratada (caso do Caeté): A água tratada é o primeiro passo para que o líquido se torne potável, isso porque ela passa por processos de tratamento para retirar todas as impurezas presentes nela.

Mais de meio século esperando por esse dia ficou a comunidade do Caeté.

Falo isso porque há 50 anos chegar até a essa comunidade era uma tarefa complicada.

No próximo post, a repercussão política do evento em Sena Madureira realizado nesta manhã de sexta.

Presentes: governador TV, sen JV, deputados e ex…

Porque a política é o sal…

J R Braña B.