Comércio de Acre e RO debatem alternativas para evitar isolamento

A Fecomércio/AC esteve reunida com a Fecomércio/RO, empresários e outras autoridades do setor público e privado discutindo propostas do setor produtivo do comércio relacionadas ao reequilíbrio e desenvolvimento de ambos os estados para o período de recuperação pós-transbordamento do Rio Madeira.

Tal qual o estado do Acre, Rondônia também vive momentos difíceis e ações imediatas devem ser postas em prática para que se mantenham, não somente a sustentabilidade, mas também as perspectivas do desenvolvimento.

Duas medidas foram discutidas: a curto e longo prazo. Nas medidas de curto prazo, foram propostas ações que atendam, intimamente, o estado de Rondônia, por conta das suas peculiaridades. Contudo, nas medidas de longo prazo, insere-se o contexto acriano. Delas pode se citar a necessidade de mapear as áreas possíveis de risco, monitorando constante e perenemente as condições ambientais que cercam ambos os estados, incluindo, além das bacias dos rios Madeira, Mamoré e Machado, as de Bene, na Bolívia, bem como o monitoramento fluviométrico desses mananciais.

Um segundo ponto relevante dos debates tratou da necessidade de um novo traçado na BR-364 de forma mais adequada ao volume e características das cargas transportadas. A duplicação de alguns trechos, especificamente entre Jaci-Paraná e Abunã, os maiores responsáveis pelo isolamento do Acre, devem ser observados com a premência necessária.

Outra possibilidade debatida foi com a utilização da BR-421, ligando a cidade de Ariquemes a Guajará-Mirim, ainda não concluída por conta de parte do seu percurso em terras indígenas. Interligando-se à BR-421 com a BR-425, a qual se encontrará com a BR-364 a 16 km da balsa, evitando-se as áreas de alagamento percebidas por conta da última enchente. Porém também esse trecho carece de melhorias, haja vista que alguns pontos se localizam muito próximos às margens do Madeira e quase ao mesmo nível.

“A Fecomércio/AC, no desejo intenso de fazer cumprir sua missão, dedicará todos os esforços necessários para que se criem novos caminhos que evitem um novo isolamento futuro do Estado do Acre”, garantiu o superintendente Egídio Garó.

fonte: fecomércioAC