Tião Viana na Cop20: ‘Qualidade de vida e crescimento econômico’

Tião Viana na Cop20: ‘Qualidade de vida e crescimento econômico’

Meio ambiente preservado tem que ter melhora de vida das pessoas também.

Foi isso, em síntese, que Tião Viana afirmou durante o fim de semana na Cop20, em Lima.

J R Braña B

 

Extraído de Ag do AC:

Acre participa do Fórum da Paisagem Global, em Lima

Autor (a): Celis Fabrícia

O estado do Acre participa ativamente das discussões sobre mudanças climáticas, como mitigar esses impactos e também como gerar renda conservando a floresta. Pelos resultados alcançados com a política de desenvolvimento sustentável, é um dos participantes do Fórum da Paisagem Global, do inglês GLF – Global Landscapes Forum.

Organizado pelo Centro para Pesquisa Florestal Internacional (Center for International Forestry Research- CIFOR) e Organização Internacional de Madeiras Tropicais (International Tropical Timber Organization – ITTO), em Lima, o fórum reuniu entre os dias 6 e 7 de dezembro diversos atores envolvidos nas questões de negociação do clima.

(…)

O governador Tião Viana participou dos debates:

“Para nós é essencial que parceiros regionais estejam mais perto de nós. Queremos um modelo integrado para crescer juntos em desenvolvimento sustentável, qualidade de vida e crescimento econômico”, convocou o governador.

Ainda durante a mesa redonda o governador falou sobre a incorporação de tecnologia e valor agregado aos produtos e serviços florestais, sem danos ambientais e finalizou explicando os avanços das políticas de desenvolvimento econômico sustentável desenvolvidas no estado.

Terça

Nesta terça-feira, 9, será apresentado o seminário de resultados do programa Redd Early Movers – REM, apoiado pelo governo alemão, por meio do Banco Alemão KFW, que se refere a performance de resultados de uma economia de baixo carbono, com inclusão social e redução do desmatamento. “Há outros estados que buscam chegar nesse patamar, mas o Acre é uma referência hoje”, afirma Magaly Medeiros, diretora-presidente do IMC.

Dois painéis compõem o Seminário REM – Programa Jurisdicional do Redd+ Acre/Brasil: economia de baixo carbono, governança e salvaguarda socioambiental.

O primeiro painel vai exibir os Resultados e Impactos do Sistema de Incentivos a Serviços Ambientais (Sisa) e será moderado por Alberto Tavares, diretor da Companhia de Desenvolvimento de Serviços Ambientais do Acre.

Participam das discussões representantes do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais do Acre (IMC), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens) e também dos beneficiários rurais, extrativistas e indígenas.

(…)