Dilma vem na hora do sofrimento entregar 900 casas (e o MBittar quando vem?)

Autor: J R Braña B.

Agora os tucanos perdem as penas de vez e se ‘quedan suru’, para usar aqui uma expressão antiga dos criadores de curiós do Acre.

Na quarta-feira, 11-M, Dilma Rousseff vem a Rio Branco prestar apoio ao Estado que está sofrendo mais uma vez com a enchente.

Rio Branco, Brasileia, Assis Brasil, Xapuri, Porto Acre e Sena Madureira são os mais afetados até agora.

Os prejuízos são incalculáveis.

A presidenta já liberou alguns recursos para a Defesa Civil minorar os problemas e autorizou o ministério da previdência antecipar a parcela de um salário para os aposentados do INSS (a antecipação é opcional), que deverá ser paga, sem juros e correção, em 36 vezes (com carência de 03 meses).

Se todos pedirem a antecipação serão 35 milhões na economia.

Dilma também entregará – junto com o governador Tião Viana – mais 960 casas da Cidade do Povo.

São famílias que moram em áreas baixas da capital que vão encerrar de vez o sofrimento – quase todo ano – com a enchente invadindo seus lares.

A oposição dizia que a presidenta nunca viria ao Acre.

Será a segunda vez.

E sempre nos momentos mais difíceis.

Dilma não vem atrás de votos.

Ela perdeu a eleição aqui no estado.

A presidenta vem ajudar!

Diferente, por exemplo, do tucano  MBittar, que só aparece por aqui atrás de votos, em períodos eleitorais. 

Uma grande festa está sendo preparada para receber a Presidenta do Brasil.

Presidente eleita com mais 54 milhões de votos.

E que os coxinhas da oposição e a imprensa golpista querem tirá-la do poder na marra.

Porque no voto eles estão há quatro eleições (16 anos) levando chocolate.

dilma no acre11dilma retibui

 

 

J R Braña B.