Pe. Paolino: O que se compra com 25 centavos de Real no Acre? (v)

J R Braña B – 

Se os preços das passagens aéreas no Brasil – dependendo da região – estão nas galáxias, o preço do bilhete no aviãozinho do Arraial do Pe. Paolino, em Sena Madureira, está congelado há décadas.

Vídeo no final da página

Não há crise do dólar, do euro, da libra, que contamine a política social econômica adotada por Paolino no Arraial mais tradicional do Acre, do Brasil, e quiçá, do planeta.

Para correr o risco de ganhar uma galinha de recheada (de azeitonas, ovos e farofa) o apreciador da festa, que durou o mês de maio todo e encerrou no dia 31, domingo, tira do bolso apenas 25 centavos.

Nada se compra no Acre com 25 centavos de Real….

Nada, vírgula.

O ‘jogo’ no aviãozinho do Paolino desmente.

A justificativa dele para não aumentar o preço e congelá-lo por décadas em 0,25 centavos:

-Como os pobres vão poder ganhar e levar uma galinha para casa se não for com esse preço?

Pe. Paolino tem lugar no céu garantido.

Ninguém tem dúvida disso.

E o Levy, ministro da Fazenda, podia aprender com o economista Paolino.