Com medo de Lula em 2018, meia dúzia de tucanos tenta tumultuar inauguração de investimento no interior do Acre


J R Braña B.

 
Delcídio Amaral era do PSDB (será que algum dia saiu?) e foi diretor da Petrobras na época do governo tucano no Brasil.

Tanto que quando Delcídio foi preso pela PF, o PT disse ‘não, ele não estava fazendo nada em nome do partido ou do governo e não seremos solidários.’

O empresário dono do BTG, André Esteves, preso também – é ligado ao tucanato, tanto que bancou a lua de mel do senador e derrotado candidato a presidente Aécio Neves, no mais luxuoso e caro hotel de New York, o Waldorf Astoria.

E o deputado federal Major Rocha, tucano do Acre, vai a Brasileia, no interior do Acre, tentar tumultuar a entrega de um investimento privado, que teve apoio do estado, só porque lá estava Lula, o melhor presidente da república do Brasil de todos os tempos, conforme pesquisa Data Folha desta semana. 

Os tucanos de lá e daqui deveriam olhar no espelho.

Ah, Lula veio inaugurar com o governador Tião Viana, a Dom Porquito, empresa que vai gerar pelo menos 300 empregos diretos e mais de 3 mil indiretos.

tucanos em brasileia
Foto publicada no ac24horas