Plano Mansueto: Aleac, JUD e MP estão certos em refutar

plano mansueto #

poderes
Publicada no ac

O chamado Plano Mansueto, que leva o nome de seu autor, o secretário do tesouro nacional, Mansueto Almdeia, é mais uma medida para enforcar os Estados e os seus servidores, pois trata-se de uma medida de aprofundamento da política de austeridade…como podemos dizer Austericida.

A reação no Acre, portanto,  da Aleac, do TJ e do MP tem razão de ser, senão vejamos:

O tal plano Mansueto, que diz que vai ajudar Estado a resolver problemas de suas dívidas, impõe uma série de contrapartida aos estados que não impõe, por exemplo aos bancos, que o governo federal concedeu a titulo de ajuda pelo menos 1 trilhão.

Veja o que os Estados como o Acre terão que fazer caso concorde com as regras do Plano Mansueto:

-Se adequar às normas da Reforma da Previdência…

-Se adequar ao limite de teto de gasto…(viram que o Guedes está propondo/impondo congelamento de salário de 2 anos para servidor)

-Privatizar o saneamento, água….(não pode ter gasto com servidores nesse setor)

Etc…etc…

Isso é que podemos chamar de ‘Orçamento de Guerra’…guerra contra os servidores públicos e contra as políticas públicas.

A bancada federal, portanto, deve votar contra….

O governo Bolsonaro/Guedes não tem futuro…!

J R Braña B.