13,7 milhões de pessoas desocupadas na pandemia

desocupadasbr

E Bolsonaro ainda cortou o auxílio emergencial pela metade…R$ 300.

população desocupada (13,7 milhões de pessoas) cresceu frente à semana anterior (12,6 milhões de pessoas) e, também, em relação à semana de 3 a 9 de maio (9,8 milhões). Com isso, a taxa de desocupação (14,3%) para o período de 23 a 29 de agosto cresceu em relação à semana anterior (13,2%) e também frente à primeira semana de maio (10,5%).