Jânio (gráfico)…uma vida de trabalho e muitas dificuldades

#janiografico

+1966 – 2021

janio
Jânio (gráfico) Ferreira

Mais um amigo vai embora sem avisar…assim, de repente…infarto!

Jânio (Gráfico) Ferreira…um trabalhador.

Um militante trabalhador que conheci (década de 80) no Sindicato dos Bancários e que, de lá até aqui, sempre estivemos em contato.

As conversas com ‘Vanjinho’ (apelido que o Chico Pontes pôs nele) nos últimos tempos eram ‘tensas’…porém fraternais…porque ele me considerava muito e a recíproca era verdadeira.

Fui pego de surpresa com sua morte…não estou no Acre.

Jânio há mais de década vivia de seu trabalho na sua pequena gráfica…desde o Sindicato dos Bancários nunca mais recebeu salários ao final do mês…foi uma vida muito difícil.

Antes da pandemia, eu e minha mulher, fizemos na sua gráfica – uma comemoração de amigos…numa sexta-feira: baião-de-dois, farofa, franco e refrigerante…começou 17 horas, fim do expediente, e foi até às 20 horas.

Foi a despedida da gente com o Jânio e nem sabíamos.

Hoje impotência e tristeza.

Que vida é essa?.

J R Braña B.

Abaixo, publicação do nosso amigo comum, Façanha, com fotos de Jânio (Vanjinho).