Capital mais desigual é Cuiabá (Rio Branco, no meio)

#rendaconcentração

rio branco

Confira o ranking das capitais brasileiras e a concentração da riqueza nas mãos dos 10% mais ricos. Rio Branco, essa minoria  de 10% fica com 40,1% da renda…Cuiabá (reino do agronegócio, a mais desigual), Salvador e São Paulo lideram a concentração da riqueza…Goiânia (menos desigual) é onde há a menor concentração de renda pelo segundo ano consecutivo. Dados de 2020, do IBGE, divulgados pela Agência Tatu, de Alagoas

Concentração da riqueza – 2020 – quanto os 10% mais ricos detêm da renda nas capitais

Cuiabá – 47,5% (a capital do agronegócio é a que concentra mais renda em favor dos 10% mais ricos)
Salvador – 46,7%
São Paulo – 46,3%
Maceió – 46,2%
João Pessoa – 45,9%
Recife – 45.3%
Fortaleza – 45,2%
Porto Alegre – 43,6%
Aracaju – 42,9%
Boa Vista – 42,6%
Palmas – 42,5%
Rio – 42,4%
Belém – 42,2%
Manaus – 42%
Natal – 41,5%
BH – 40,6%
Brasília – 40,5%
Rio Branco – 40,1% (a décima capital menos concentradora de renda)
Floripa – 39,1%
Curitiba – 38.7%
São Luís – 37.9%
Macapá – 37,9%
Campo Grande – 37,8%
Teresina – 36,9%
Vitória – 36,6%
Porto Velho – 36,3%
Goiânia – 36% (menos concentração de renda entre as capitais)

oestadoacre