Senador Jorge Viana vai a Sena e apoia resistência de prefeito contra demissões

Senador Jorge Viana vai a Sena e apoia resistência de prefeito contra demissões

O senador Jorge Viana dissse ontem à noite em Sena Madureira que policiais não têm o direito de extrapolar suas funções no exercício de suas responsabilidades. A declaração foi feita durante comício da Frente Popular no município e teve como alvo a a ação de busca e apreensão realizada pelo Ministério Público Estadual e a Polícia Civil nas dependências da prefeitura da cidade.

jorge_viana_comDurante a operação, pelo menos uns 10 agentes mais a promotora Vanessa Muniz comandaram uma varredura em salas e gavetas do prédio do poder municipal. Portas e gavetas foram arrombadas, segundo já denunciou na justiça ontem mesmo o vice-prefeito Jairo Cassiano.

Jorge Viama apoiou a atitude do prefeito Nilson Areal em não querer demitir 400 contratos temporários que a prefeitura tem. ‘Eu fiz a mesma coisa quando queriam me obrigar a demitir 10 mil quando era governador. Não demiti. O prefeito Nilson tá certo e eu apoio’

Em seguida o senador se referiu ao episódio da busca e apreensão na prefeitura.

-Primeiro eu respeito a polícia, mas policiais não têm o direito de extrapolar suas funções. Nem podem. O prefeito Nilson já foi muito perseguido pelos que não querem deixar Sena ir para frente. Aliás, Sena Madureira tem a pior oposição entre todos os municípios. Porque não trabalha e não deixa o prefeito nem o governo trabalharem. Eles querem ganhar a eleição para brigar com o governador Tião e a presidenta Dilma – disse o senador no bairro da Vitória.

O advogado da prefeitura, Rui Duarte Jr. afirmou a oestadoacre.com que entrará com várias representações na justiça contra o delegado que estava à frente da operação no interior da prefeitura.

-Ele descumpriu os principais preceitos constitucionais no tocante ao direito das pessoas. Eu nunca tinha visto um negócio desses. Deixar pessoas numa sala, sem direito a telefonar, em silêncio, como se fossem criminosos. Onde já se viu isso num país onde há Estado de Direito? Vamos representá-lo – disse Duarte.

O prefeito Nilson Areal prometeu representar também contra a promotoria de Sena Madureira.

-O MP e a polícia invadiram a prefeitura numa ação descabida. O Mandado era muito claro. Busca e apreensão e com coisas definidas pela juíza. Não esse espetáculo dantesco promovido por eles aqui na cidade – disse.

-Se querem me prender para eu demitir 400 pessoas por terem contrato temporários que me prendam, mas não vou demitir. A cidade precisa dessas pessoas trabalhando e elas estão trabalhando – disse o prefeito.