TCE condena gestores da Fundhacre a devolução e multas

TCE condena gestores da Fundhacre a devolução e multas

Os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE-AC) consideraram irregular a prestação de contas da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), referente a 2011, e condenaram os gestores, Carlos Eduardo Alves, Yotário Alberto Camargo Suzuki e Nair Terezinha Reichert à devolução e multas de R$ 57,2 mil, durante sessão plenária realizada na manhã desta quinta-feira (22).

A equipe técnica da 3ª Inspetoria Geral de Controle Externo, responsável pela analise das contas, apurou diversas falhas nos documentos apresentados.

Durante a auditoria, os técnicos encontraram informações desencontradas na relação de bens móveis e equipamentos de material permanente. O mesmo correu com o almoxarifado, no setor de material de consumo, inventário de material permanente e no balanço patrimonial.

O levantamento ainda constatou a falta de saldo financeiro para cobrir as dívidas que chegavam a R$ 2.037.659,00.

Com isso, os conselheiros condenaram cada responsável a uma multa R$ 3.570 a devolução de R$ 46.523,83, corresponde a parcela das disponibilidades financeiras transferidas para o exercício seguinte, que não foram comprovadas.

Os membros do TCE ainda decidiram pela instauração de tomada de contas especial para apurar a ausência de demonstrativo dos valores pagos aos administradores durante o exercício de 2011, ao fracionamento de despesa na contratação para emissão de laudos de radiologia, ausência de informação quanto ao valor do contrato com as empresa Baxter e também o objeto de contrato com a Sapra e Sedepm, tendo os gestores dispensado o procedimento de licitação.

[TCE]