Acabar com a Uber? Isso não é solução inteligente

A câmara aprovou Projeto de Lei 5587/16, que trata sobre a regulamentação dos serviços de transporte individual privado.

Em resumo, o serviço da Uber vai para o espaço.

Acho que se deve compatibilizar táxis, Uber e Cabify, esses dois últimos usei em janeiro no Rio e em Brasília e responderam bem à minha expectativa…o preço, inclusive.

Cheguei a pagar na Uber, da Lapa a Laranjeiras – pasme, 2 reais, durante a madrugada.

Evidente que é preciso assegurar o trabalho e o ganha pão dos taxistas, mas, exemplo, o preço da corrida de táxi no Brasil é um escândalo…no mundo todo é um escândalo, exceto em cidades como Cusco e outras poucas.

Um corrida de táxi aqui em Rio Branco, que ainda não chegou o Uber (qualquer motorista em dia com seus documentos, que tenha veículo de quatro portas e ar condicionado pode começar no Uber…é só se inscrever e começar a trabalhar) é uma coisa horrível de caro.

Do tropical ao shopping VV não sai por menos de 50 num táxi…nos finais de semana mais caro ainda..uns 60 ou 70.

De Uber, do tropical ao shopping sairia entre 15 a 18 reais.

Do tropical ao centro, uns quatro reais, no máximo 5.

Andar de táxi ficou inviável…por isso apareceram os mototáxis, que você paga mais em conta, porém é obrigado a vestir essa coisa horrível chamada de capacete, que aperta sua cabeça e te deixa com dor de cabeça e às vezes com piolho.

Vi que vários deputados federais do Acre votaram contra a Uber, pelo projeto na câmara…

Vai ver nem leram direito o projeto ou simplesmente acompanharam o voto de bancada.

O que vale para o público que precisa de transporte, além da segurança e conforto, é o preço.

Ponham isso na cabeça.

J R Braña B.