A polêmica rodovia ou ferrovia peruana no meio da Floresta do Purus

Moção no Peru contra a construção de rodovia nas florestas do Purus

tradução oestadoacre.com de texto do ‘parque alto purus do Peru’ – A possível construção de uma estrada ou uma ferrovia na reserva protegida do Alto Purus, localizada na amazônia peruana, tem os indígenas do Departamento de Madre de Dios e Ucayali muito aflitos já que não ouve a consulta previa de estudo de impacto ambiental.

Existe um projeto de ley de número 1035 (no Congresso peruano) que poderia estabelecer que a zona é de ‘interesse público’, pois ligaria Puerto Esperanza (que fica após Santa Rosa, no Acre) até Iñapari (na fronteira com Assis Brasil).

Se o projeto for aprovado, a rodovia e/ou ferrovia será construída mesmo sem o aval dos indígenas e sem levar em consideração que a região é considerada área de proteção ambiental.

Os indígenas anunciaram mobilizações contra o projeto e ameaçam até um ‘baguaso‘, em referência a um conflito com a polícia nacional peruana que ocorreu na cidade de Bagua, em junho de 2009, onde morreram 33 pessoas (23 policiais e 10 civis).

(Pela lei peruana os indígenas terão que ser consultados antes que se leve a cabo a aprovação do projeto 1035.)

Um deputado fujimorista é o autor do projeto de agressão à reserva florestal do Alto Purus peruano.

O projeto é conhecido como a Rodovia da Morte.

As opções aérea e fluvial são muito mais baratas e sustentáveis, defendem os peruanos que são contra o projeto.