Edmundo Pinto: 26 anos de um assassinato que segue impune

# edmundo pinto – século passado

Bom dia!

Num dia como hoje, há 26 anos, no dia 17 de maio de 1992, no século passado ainda, em um hotel então chique de São Paulo (Della Volpe), à época, o governador do Acre era assassinado dentro do quarto 707.

A polícia do PMDB de São Paulo daquele ano concluiu as apurações: latrocínio (roubo seguido de morte).

Adivinha quem assumiria a secretaria de segurança paulista ainda naquele ano de 92 em São Paulo?

Ele mesmo: Michel ‘Silvério dos Reis’ Temer (o golpista traidor de Dilma e da democracia)…cinco dias após a mesma policia do PMDB matar dezenas de detentos no Carandiru, no histórico extermínio que deu até filme e protestos no país e no mundo civilizado.

edmundo pinto
Edmundo e a mulher Fátima em solenidade em Rio Branco

Em 2014, num mesmo dia 17 de maio oestadoacre.com escreveu:

//Edmundo responderia à CPI no Congresso perguntas sobre desvios de recursos nas obras do Canal da Maternidade, que só começou e ficou pronta quando o ex-governador Jorge Viana, PT, assumiu o governo.

A polícia de São Paulo manteve sua versão de que foi latrocínio (roubo seguido de morte).

17 de maio de 1992 foi um domingo.

Edmundo foi morto na madrugada dentro do apartamento 707 do Hotel Della Volpe Garden na Rua Frei Caneca, na capital paulista.

O governador de São Paulo à época era o peemedebista Luiz Antônio Fluery filho, que autorizou no mesmo ano o massacre de 111 presos do Carandiru pela polícia.//

Até hoje os mandantes desse crime contra o então governador do Acre continuam impunes.

É o Brasil…!

J R Braña B.