Prefeito abre mão de ser prefeito (M Urbano é laboratório do caos social) (a)

# m urbano acre

tanízio
Tanízio Sá (MDB), prefeito de Manoel Urbano

Bem, o prefeito do MDB de Manoel Urbano (Tanízio Sá) confirma a guilhotina no pescoço dos servidores…diz que é o único jeito (?) do município ter acesso aos recursos federais (é cortar pessoal).

Por conta da LRF, diz o prefeito medebista…então mude-se essa Lei draconiana!

(A Lei de Responsabilidade Fiscal foi imposta ao Brasil pelo FMI no governo tucano de FHC para reduzir investimentos em pessoal e social…exigência do mercado, que sempre fica com tudo…taí o resultado)

Manoel Urbano parece ser o começo de um cenário de horror que o Acre poderá experimentar em sentido mais amplo a partir de janeiro em diante.

Segundo o prefeito, pelo menos uns 70 estão sendo exonerados…

Em Manoel Urbano parece que não há reação das pessoas…e se há – não está chegando ao conhecimento da capital.

Você vai ouvir o prefeito dizendo que o MP ficará encarregado de passar a tesoura nos servidores e cargos…

-Porque não sou de perseguir ninguém, diz Tanízio (áudio abaixo)

Traduzindo: o prefeito abre mão de ser o prefeito!

No Acre haverá reação contra o caos social…e no Brasil também…

Ouça em dois áudios o prefeito de Manoel Urbano com o apresentador Sorriso Show.

 

J R Braña B.


Antes publicamos….:

Todo cidadão precisa saber sobre Bolsonaro (assista e mostre a sua família)