Uma vitória da sociedade do Acre (a melhor resposta à Oposição)

figado1 transplante inedito foto
Em respeito à família, que pediu, não estamos mostrando o rosto do primeiro paciente transplantado de fígado do Acre e região Norte.

O Acre viu seu primeiro transplante de fígado ser realizado depois de 100 anos.

Num governo do PT, do PCdoB, da Frente Popular.

Foi sábado em Rio Branco, madrugada, por volta de uma da manhã.

Inédito não só no Estado, mas também na região Norte.

O feito enche todo mundo de alegria, pois como disse o governador Tião Viana, foram 18 anos preparando o terreno.

18 anos para fazer um transplante de fígado.

Porque precisa compromisso, investimento e apoio de governo num Estado sem grandes recursos como o Acre.

É o caso de dizer que a saúde por aqui tem melhorado.

Com todas as dificuldades conhecidas é inegável os avanços nos últimos anos.

Cirurgias das mais diversas foram feitas atendendo a uma demanda de décadas.

Cirurgias de correção para que uma pessoa pudesse voltar a enxergar foram feitas às dezenas de centenas.

Outras de complexidade ainda maior também foram realizadas.

E agora um transplante de fígado.

Órgão que, segundo ensina o doutor Dráuzio Varela, esse doutor de verdade, leva a culpa de todos os exageros que cometemos pela vida afora.

O fígado, hoje, não é culpado de nada.

É um herói.

Pôs põe o Estado num novo patamar em saúde.

O Estado entra no clube dos que realizam transplantes complexos como o de fígado.

Deu até para perceber a euforia de Tião Viana.

Não do governador, somente.

Mas do médico, do cidadão.

Do sujeito que pensa em melhorar, em mudar a saúde do Acre 28 horas por dia.

Porque pensa as 24h quando tá acordado e as outras quatro quando está dormindo.

É só ouvir o governador falar.

Em qualquer lugar quase sempre predomina a essência do médico.

O sentimento.

O jeito.

O diagnóstico.

A vontade de resolver.

Não se sabe ainda o nome do paciente que recebeu um fígado zerado num hospital do Acre.

Eu não sei.

Pouco importa.

O que importa é que esse paciente teve mais uma oportunidade na vida.

Oportunidade concedida por um Estado que mudou.

E que vai continuar mudando.

Apesar dos fantasmas que insistem em querer ressuscitar de quatro em quatro anos.


Complexo do Peixe quase pronto

Como diz o secretário Edvaldo Magalhães, não é fácil construir uma estrutura dessas em 03 anos.

Estrutura única no país em tamanho e modernidade.

Uma das imagens mostra a fase final de implantação da Fábrica de Ração.

Que terá capacidade de produção de 40 mil toneladas em funcionamento de turno normal.

O maior investimento em matéria de produção no Acre é composto de 03 indústrias.

1 – Centro de produção de alevinos, que foi inaugurado em 2013 e que contou com a presença do ex-presidente Lula, e que já está funcionando;

2 – A Fábrica de Ração, que deve ser concluída em maio (cheia do Rio Madeira interferiu no cronograma da obra);

3 – E o Frigorífico, que deve ficar pronto e ser inaugurado em julho.

O Complexo do Peixe fará com que o Estado dê um salto de qualidade na produção do produto e passe a despontar no país como referência.

Ah, a presidenta Dilma disse que quer ser convidada para inaugurar.

[fotos: divulgação Sedens]


Os ‘Charapas’ estão chegando

O grupo de motociclistas de selva conhecido como ‘Charapas’ está certo de que irá conseguir cruzar os cerca de 250 km de fronteira que separam a cidade de Pucallpa, no Peru, até Cruzeiro do Sul.

A ideia dos motociclistas é utilizar trilhas de madeireiros para chegar até à fronteira e a partir daí, enfrentar os desafios da floresta.

Os ‘Charapas’ são conhecidos pela ousadia e capacidade de improviso.

Eles querem chegar a  Cruzeiro no dia 28 de julho para comemorar a efeméride peruana do lado de cá da fronteira.

A iniciativa mostra que o sonho de uma integração rodo-ferroviária continua vivo e forte, dos dois lados da fronteira.

Curiosidade

O nome ‘charapa’ significa tracajá.

É uma gíria utilizada para designar os pucallpinos e ucayalinos em geral, por terem uma fala mais ‘arrastada’ que o restante do Peru.


 Seguro Defeso

Ministério da Pesca publicou portaria prorrogando por mais 30 dias o pagamento do benefício do Seguro Defeso para pescadores artesanais atingidos pela cheias, assim como já havia anunciado nesta semana a deputada federal Perpétua.

O pagamento extra aos pescadores do Acre foi um pedido de Perpétua à presidente Dilma durante visita ao Acre, no mês de março.

O pagamento de um salário mínimo será realizado nas próximas semanas, segundo informações do Ministério do Trabalho.

Com a juventude

Perpétua também reuniu em Sena com a juventude e falou com eles sobre o risco que correm na internet e os problemas da Pedofilia.

Os alunos estavam ávidos por informações.


Vídeo

Um pouco da história dos tucanos

 


Por hoje, FIM