Seca no Rio Acre: decretado estado de emergência (nível hoje: 1,86m)

da AgGov

seca decreto

“O decreto nos autoriza a ter um reconhecimento da Defesa Civil e nos permite uma parceria e divisão de responsabilidades, inclusive logísticas. Se forem necessárias mil horas de voo de helicóptero, vamos ter divisão; se precisarmos de um custo adicional para as brigadas ou equipamentos emergenciais, teremos um trâmite mais ágil de aquisição e a solidariedade financeira compartilhada com o governo federal”, explicou o governador Tião Viana.

Abastecimento vira prioridade

O diretor-presidente do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa), Edvaldo Magalhães, explica que hoje já há uma redução de 20% da capacidade de tratamento e distribuição de água na capital em virtude das mudanças que têm sido feitas contra a seca. O governo prepara um investimento de R$ 650 mil para que o abastecimento não seja prejudicado.

“Estamos com uma luz amarela e uma vermelha. Quando finalizarmos a mudança no sistema de captação, pode ser que sejamos capazes de elevar mais a produção, mas não vamos conseguir neste período de estiagem produzir 100% daquilo que produzimos. Estamos fazendo um esforço enorme para garantir a regularidade do abastecimento”, conta.

(…)