‘O novato tá assanhado, se sentindo’

novatostf#

CartaCapital

Do ministro do STF, Marco Aurélio, sobre a decisão do seu colega Kássio Nunes, que liberou cultos e missas no pior momento da pandemia no Brasil.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, rebateu nesta terça-feira 6 o colega Kassio Nunes Marques, que na véspera classificou como “hipocrisia” suspender as atividades religiosas presenciais, mesmo em meio ao pior momento da pandemia no Brasil. No sábado, o mais novo membro da Corte liberou a realização de cerimônias em todo o País.

Para Marco Aurélio, “não é hipocrisia, mas realidade” a suspensão de cultos e missas. Em entrevista à CNN Brasil, o ministro ainda declarou que “o melhor altar é o lar”. “Vamos rezar em casa”, disse.

Segundo o decano do STF, “o novato está assanhado, está se sentindo”(…)