‘Tornei-me ateu…’

#reflexão

oestadoacre reproduz essa reflexão avançada, progressista, libertária, do pastor Ricardo Gondim…um religioso completamente diferente dos que as pessoas conhecem e seguem por aí…

pastor gondim

Tornei-me ateu do Deus que me constrange ao questionar e considera a dúvida um pecado; abandonei aquele que me castiga por recusar o argumento de que a desigualdade e a pobreza que massacram milhões acontecem porque “ele sempre quis assim”.

Tornei-me ateu do Deus que considera o conservadorismo moral, e as regras culturais de determinados países como expressões exatas do seu projeto para a humanidade.

Tornei-me ateu do Deus que soberanamente elegeu e predestinou um punhado para desfrutar o céu e que, sem precisar dar satisfações, optou por deixar bilhões nos infernos, terreno e eterno.

Tornei-me ateu do Deus passivo, que espera nossas preces para mover-se em nossa direção, que só é sensibilizado com nossas obras e sacrifícios e que, para oferecer perdão e esperança, precisa ser agradado.

-Tornei-me ateu do Deus passivo, que espera nossas preces para mover-se em nossa direção, que só é sensibilizado com nossas obras e sacrifícios e que, para oferecer perdão e esperança, precisa ser agradado.

Soli Deo Gloria (Glória somente a Deus)

(Ricardo Gondim)