Ao ponto…’A rapaziada e os viúvos’

#aoponto

ao ponto

Luis Nassif, jornalista: É curiosa a cobertura da guerra na TV. A rapaziada mais jovem sabe que: não se deve confiar em nenhuma narrativa; não existem mocinhos na geopolítica mundial. Os da minha geração, em geral, são viúvos da guerra fria: mantem o anticomunismo visceral dos anos 70.

oestadoacre