Rádio estatal deve ser plural e governo erra ao censurar debate

rádio emissoras #

emissora

O desvario do prefeito de Sena Madureira na estatal Difusora (mais atrás ainda numa emissora privada) não justifica o governo GladsonC fechar (se se confirmar) os espaços dessas rádios para o debate plural dos agentes políticos nos municípios (e no Estado).

Ao contrário do que dizem por aí, emissora pública/estatal é, sim, local de debate político, cultural, social, econômico de todas as forças existentes no Estado….

Independente se estamos ou não em períodos de campanha eleitoral.

A sociedade é um caldeirão político formado por vários grupos com interesses distintos em constante movimento…portanto…

Aliás, as emissoras públicas (sustentadas com o nosso dinheiro) deveriam ser geridas por um Conselho formado pela sociedade e não coincidente o mandato com os governos de plantão.

Emissora pública não pode ser propriedade apenas do governo presente…ou apenas para divulgação de seus comunicados e anúncios oficiais….

Quem vai impedir o governador de fazer propaganda toda segunda-feira na Aldeia FM (em rede com todos os municípios)?…Mas é um direito do governo fazer o seu merchã….como tem direito a usar a emissora os que pensam diferente.

radio
Governador GladsonC na Aldeia FM em seu programa toda semana

A sociedade do Acre precisa compreender o papel das emissoras públicas/estatais.

Em pleno século XXI e ainda não entendeu…

J R Braña B.


Gostou desse conteúdo? Ajude a manter oestadoacre…fulcral por aqui e sempre na contramão do restante da mídia do Acre.