Rio Acre eleva nível, Andirá transborda e fecha acesso a Sena

A situação da cheia do Rio Acre continua a preocupar.. Na manhã desta sexta-feira, 6, o nível atingiu 13,54m às 8h. Segundo o Subcomandante do Corpo de Bombeiros, Tenente Coronel Flores, às 9h30min, o nível subiu e chegou a 13,66m. Ainda segundo os Bombeiros, o Rio Acre já desabrigou 45 famílias, são aproximadamente 175 pessoas, que estão alojadas na Escola Lourenço Filho. Outras sete famílias, cerca de 26 pessoas, já se dirigiram para o Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, onde estão recebendo todos os cuidados da prefeitura de Rio Branco.

slideshow_lof.phpCom relação a interdição da BR-364, a cheia do Rio Andirá (foto:ecosdanoticia) em Sena Madureira continua. Segundo o diretor de obras do Deracre, Josélito Nóbrega, as cabeceiras da ponte que atravessa o rio estão com água até sua altura. Parte da estrada também se encontra submersa pela água. A Polícia Federal Rodoviária esta no local para orientar os motoristas. Filas de veículos se formaram dos dois lados com motoristas esperando as águas baixarem. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), informou que sua equipe técnica se dirige para Sena Madureira na tarde desta sexta feira. Só através da análise do órgão é que será decidido se esse trecho da rodovia federal será fechado.

Em algumas cidades do Estado outros rios também apresentam elevação de suas águas. O Rio Tarauacá está com 10m e já ultrapassou a cota de alerta. Ainda assim, nenhuma família foi retirada do local de acordo com o Corpo de Bombeiros. As famílias mais próximas do rio apresentam apenas dificuldade em conseguir água potável, mas já recebem ajuda do governo estadual.

Em Brasileia e Epitaciolândia o Rio Acre também ultrapassou a cota de alerta, chegou a 9,92m. A cota de transbordamento nas cidades é de 11,40m. Segundo o Tenente Coronel Flores, Brasileia e Epitaciolândia também não possuem nenhuma família desabrigada.

Em Cruzeiro do Sul, o Rio Juruá  continua dando sinais de vazante pelo quarto dia consecutivo. Na manhã desta sexta-feira o rio estava com 12,78m, a cota de transbordamento é de 13m. Cerca de 13 famílias foram retiradas de suas casas pelo Corpo de Bombeiros. Três foram para casa de parentes e dez para um abrigo organizado pela prefeitura em parceria com o Governo do Estado. O Major Araújo, do Corpo de Bombeiros da cidade, afirmou que mesmo com a vazante, as famílias vão permanecer no abrigo até que o Rio Juruá apresente um nível seguro para o retorno.

Veja aqui relatório emitido pela Defesa Civil na manhã desta sexta-feira, 5, sobre a situação dos rios do Estado.


Join the Conversation