Pesquisa feita em março diz que população quer fiscalização com radares nas ruas, diz Detran

Segundo levantamento realizado pelo Instituto Data Control, a maioria da população de Rio Branco aprova o uso da fiscalização eletrônica nas vias urbanas da cidade de Rio Branco. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi realizada com a população das áreas em estudo para instalação dos radares, visando obter informações sobre trânsito da região.

caparadarA diretora-geral do Detran, Sawana Carvalho, acredita que esta aceitação se deve ao fato das pessoas pouco a pouco entenderem a importância do dispositivo para manter a segurança no trânsito. “Os radares inibem o excesso de velocidade nas vias públicas, além de fiscalizar também outras irregularidades. Isso torna a circulação mais segura a circulação de pedestres, ciclistas e até dos condutores de veículos”, acrescenta.

A amostra foi realizada entre os dias 6 e 10 de março deste ano, com mil entrevistados, representando o correspondente a 0,45% da população total de Rio Branco e 0,8% dos condutores habilitados, segmentados por sexo, escolaridade, faixa etária e renda. Foram realizadas entrevistas domiciliares e nas ruas do município com utilização de questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa e sorteio aleatório dos entrevistados. As entrevistas foram realizadas por uma equipe de pesquisadores e checadores do Instituto de Pesquisa, devidamente treinada para abordagem.

Os pontos escolhidos para se trabalhar com os radares foram mapeados em análises técnicas realizadas pela Polícia Militar, na qual apontam os locais que apresentam por parte do condutor, maior número de desrespeito ao limite de velocidade e a sinalização. Sendo o Acre o único Estado da federação que se utiliza desse mecanismo na aplicação da fiscalização eletrônica, o Detran optou por manter a informação, através de placas, a existência dos radares nos pontos de fiscalização, já que o Conselho Nacional de Trânsito decidiu não exigir a informação de que há fiscalização eletrônica na via.

Retorno dos radares

Depois de mais de um ano desativada, a fiscalização eletrônica deve voltar às ruas de Rio Branco em 16 pontos diferentes nas principais avenidas e vias da cidade, regulamentados pela resolução nº 396/11 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Os equipamentos são para a segurança no trânsito e serviram para que os condutores controlem melhor a velocidades nas vias urbanas de Rio Branco.

A ideia inicial é fazer a educação da população, o funcionamento do equipamento será educativo nos primeiros três meses, informando a velocidade para os motoristas. Assim, os condutores estarão familiarizados aos pontos onde estão instalados os radares. Válido lembrar que, neste período, nenhum condutor será notificado.


Join the Conversation