Prefeito de Sena é vaiado por servidores (Mano vai à radio e diz que não comprou fazenda)

A crise política em Sena Madureira só aumenta. Hoje os servidores municipais vaiaram o prefeito quando faziam uma manifestação em frente ao prédio da prefeitura. A prefeitura informou por meio de press release que pagou os salários de setembro dos efetivos, porém falta ainda os dois meses em atraso dos servidores temporários do município.

Também pela manhã, o prefeito concedeu entrevista à Rádio Difusora e desmentiu boatos que teria comprado uma fazenda já no período de sua gestão. Mano Rufino disse que fez um financiamento em banco e que suas contas estão à disposição de quem quiser analisar.

-Abro meu sigilo bancário – disse à Difusora.

Impeachment

Vereadores da Oposição estão trabalhando o afastamento do prefeito do cargo. Mano não tem maioria na Câmara e corre o risco de ser afastado se o processo for aberto.

E para completar a Frente Popular em Sena teve um fraco desempenho no primeiro turno das eleições. Não conseguiu eleger nenhum deputado estadual, enquanto a Oposição elegeu dois (Nelson e Gerlen).