Bolívia e Acre fazem falir os dois maiores mitos de consumo do mundo

 

J R Braña B. – 

Na Bolívia a maior rede de comida rápida do mundo, o MacDonalds, faliu.

Quebrou.

Das quase dez lojas em La Paz, Cochabamba e Santa Cruz, todas, exatamente todas, fecharam as portas.

Os bolivianos não acreditam em comida saudável feita rapidamente, os fast food.

Preferem as suas próprias, que são mais nutritivas, claro.

Aqui no Acre chega ao fim a fábrica da Coca-Cola.

A imprensa deu a noticia, mas não aprofundou os motivos.

Deu o superficial.

Falou que a empresa fechou por conta da ‘crise’, blá blá blá.

Agora se chove muito ou pouco a responsável é a crise.

Nada disso.

A população tá mais consciente.

Prefere tomar o que faz bem à saúde.

Refrigerante não faz bem à saúde humana.

Até as formigas sabem disso.

E os sucos naturais ganharam espaço na alimentação do acreano nos últimos tempos.

Faltam só as escolas públicas (e privadas) proibirem a venda de frituras e refrigerantes nas suas cantinas.

Coincidência?

A Bolívia quebra o Macdnalds e o Acre inviabiliza a empresa local da Coca-Cola.

Os dois vizinhos destruindo os dois maiores mitos do consumo capitalista.

 

consumo bo e acmac

 

PS: o refrigerante Quinari, ‘tão bom quanto os outros’ e mais barato – deve tá rindo à toa…

 

J R Braña B.