Pe. Massimo ao Papa Fco: ‘Moro na Cidade do Povo…uma tranquilidade…uma paz!’ (v)

padremassimo

padre

-Antes da pandemia um padre recebia R$ 4 mil e agora recebe R$ 2 mil…a metade
-Eu respeitos todos os ateus…

-Eu gosto do ecumenismo…
-Eu vou em terreiro de Umbanda porque me convidam e vejo coisas boas lá…
-Eu serei celibatário a vida toda…
-Padre Paolino tem chance de ser reconhecido como um santo
-Igreja comercial não existe
-A igreja é reacionária, inclusive em Rio Branco
-Jesus nunca prometeu nada…ele disse: quem quiser me seguir carregue sua cruz
-A religião comercial é uma invenção para encher as igrejas de fiéis.
-Nesses quatro meses nossa igreja avançou muito
-Missão da igreja é evangelizar formando consciência
-Igreja não é para competir
-O Acre fez uma revolução cultural na minha cabeça
-Nosso método (de abordagem de fiéis) é de respeito
-Se a pessoa muda de igreja e está feliz…continue!
-É muito fundamentalismo (religioso no Brasil)
-O Brasil é laico e todos devem se sentir bem
-Quem matou Jesus? Os religiosos!
-A pessoa muito religiosa é perigosa
-O espírito santo não fica engaiolado numa igreja
-É preciso fiscalizar mais (a floresta)
-Eu disse ao Papa: Moro na cidade do Povo…uma tranquilidade, uma paz (risos)
-O Papa não quer uma igreja de chumbo
-Eu trabalhei na Catedral…tinha aquele grupinho
-Jesus Cristo não é chiclete
-Jesus pregou o perdão e a reconciliação
-Todos que pregam o amor são meus irmãos

oestadoacre, live conversa com o padre Massimo…

Assista no youtube ou no facebook