Perpétua denuncia Sara Winter (que revelou dados de criança estuprada)

perpétuadenuncia

A sórdida Sara ‘Winter’ Giromini, que já esteve presa por ações terroristas em frente ao STF, vazou o nome da menina de 10 anos de idade estuprada pelo tio durante vários anos.

Um juiz, acertadamente, autorizou o aborto na menina.

Dep Perpétua

‘Pedimos que o STF, na pessoa do ministro Alexandre de Moraes, que concedeu o benefício da prisão domiciliar à extremista Sara Giromini, avalie a necessidade de revogação desse benefício, tendo em vista os novos crimes cometidos por ela contra a criança que foi estuprada e engravidada pelo próprio tio no Estado do Espírito Santo.

Ora, não é possível aceitar que a investigada Sara Giromini, em pleno usufruto do benefício da prisão domiciliar, continue a descumprir as leis, especialmente o Estatuto da Criança e do Adolescente, e a Constituição do país, promovendo calúnias, estimulando a agressão de pessoas e instituições, e, neste caso gravíssimo, agindo com crueldade inominável, violando mais uma vez os direitos fundamentais de uma criança que já foi vítima de tantos atos bárbaros de violência sexual e psicológica.’ (dep Perpétua)

Em tempo: os fanáticos religiosos embrutecidos foram ao hospital em Recife tentar impedir o aborto da menina estuprada, mas não protestaram contra o pedófilo

E mais: