Narciso Mendes: Quem diria

narcisoartigo

Por Narciso Mendes

Quem diria!

flordelis
Pastora evangélica e deputada Flordelis

O caso da deputada federal Flordelis carece ser urgente e devidamente esclarecido.

É da lavra do eternamente estadista, Abraham Lincoln, ex-presidente dos EUA, a seguinte expressão: “você pode enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegue esganar todos por todo o tempo”.

Portanto, em se confirmando as acusações que pesam sobre a ainda deputada federal Flordelis, estamos a tratar de uma pessoa que usou a filantropia, a religião e, por fim, a política, com propósitos absolutamente criminosos.

Por algum tempo, diria até, demasiadamente extenso, a dita cuja conseguiu enganar muitos e por muito tempo, até que sua vocação assassina se tornasse pública. Daí o seu caso merecer todas as atenções, não apenas das nossas autoridades constituídas, assim como, daqueles que verdadeiramente se dizem religiosos, independente da crença que professam.

Que ela tenha construído uma imagem bastante positiva, fazendo o que fez e por vezes sendo elogiada pelos seus feitos, não encontra justificativa, afinal de contas, nada mais esquisito que ela tenha sido mãe, sogra e assassina daquele que veio ser o seu próprio marido, o pastor Anderson do Carmo. Nem no mundo das ficções, vamos encontrar nada assemelhado.

Ainda que lhes seja concedido o seu direito de defesa, neste caso, cumpre a nossa Câmara dos Deputados e a nossa própria Justiça dar celeridade aos julgamentos que tão brutal assassinato reclama e exige.

Nas eleições de 2018, Flordelis se elegeu deputado federal com 196.000 votos, sendo entre todas as candidatas, a mais votada na referida eleição. Ressalte-se que o seu interesse pela atividade política tenha se verificado quando nas eleições de 2004 ao tentar, sem sucesso, se eleger vereadora pelo município de São Gonçalo.

Flordelis ganhou notoriedade como cantora Gospel e, particularmente, como pastora da Comunidade Evangélica Ministério Flordelis. Hoje, dizendo-se indignada com o que já veio a público, a ministra Damares, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, do governo Jair Bolsonaro, já havia feito abundantes elogios ao desempenho da ainda deputada federal Flordelis.


(opiniões em artigos assinados aqui não refletem necessariamente a posição e a opinião de oestadoacre)