E o Brasil? Governo progressista argentino taxa grandes fortunas

argentinotaxa

Considerado mundialmente chave para ajudar na emergência atual

alberto
Alberto Fernández, presidente da Argentina

Página 12

Grandes fortunas: quiénes y cuánto deberán pagar

 

El aporte solidario y extraordinario alcanzará a menos de 9300 individuos, que pagarán sobre sus bienes personales. Pese a su limitado alcance, los ejemplos mundiales y la recomendación en su favor de organismos internacionales, es resistido en Argentina por algunos sectores acomodados.

[O recurso solidário e extraordinário alcançará 9.300 pessoas (milionários do país), que pagarão impostos sobre seus bens pessoais. Em que pese seu limitado alcance, os exemplos pelo mundo e as recomendações em seu favor por organismos internacionais, enfrenta resistência na Argentina em alguns setores da elite]

El proyecto de ley de aporte solidario y extraordinario de las grandes fortunas que finalmente vio la luz en el Congreso se cobrará por única vez a personas físicas que tengan declarado al menos 200 millones de pesos.

(a cobrança extra vai atingir os que declararam de 200 milhões de Peso (13,5 milhões em Reais) para cima

A taxação será única e o governo pretende arrecadar 3 Bi de Dólares (quase 18 Bi em Reais)

O projeto do executivo já foi aprovado na câmara dos deputados e precisa agora da aprovação do senado argentino. 

Alíquotas de cobrança

grandes fortunas

(…)

Em tempo: o presidente eleito da Bolívia, Lucho Arce, já disse que em 2021 o seu país aprovado projeto que vai taxar os 150 (0,01 da população) mais ricos do país…com renda acima de 4,3 milhões de Dólares…com uma diferença para a Argentina: não será uma única vez…pessoas físicas e empresas vão ser alcançadas com essa taxação.