Dep Edvaldo: A luz vence as trevas

depedvaldo

ciencia
Raimunda Gomes: Primeira pessoa natural de Sena Madureira a tomar vacina contra o covid-19 no Acre

A ciência venceu o obscurantismo

 

Dep Edvaldo Magalhães

Hoje a ciência venceu o obscurantismo. Quatro acreanos foram imunizados com a primeira dose da vacina CoronaVac, do Instituto Butantã, referência no estudo, pesquisa e desenvolvimento de vacinas.

As doses aplicadas no seu José Marcelino, de 85 anos de idade, que reside no Lar Vicentinos, na enfermeira Maria José Monteiro, de 66 anos de idade, sendo 37 deles dedicados à Saúde Pública, à técnica de enfermagem Raimunda Gomes, de 69 anos, e à Elza Severino da Silva Manchineri, que há 17 anos trabalha com Saúde Indígena, atuando na Aldeia Extrema do Yaco, da Terra Indígena Mamoadate, no município de Assis Brasil, representam a esperança, o fim de uma página triste da nossa história humana.

Ao mesmo tempo que reconheço o esforço do governador Gladson Cameli, registro o empenho dos 24 deputados, que não mediram esforços para mitigar os impactos da pandemia. Aprovamos leis importantes como a compra dessas doses, caso o governo federal se furte de comprá-las. Seguimos dando a nossa contribuição enquanto parlamento.

Viva à ciência, viva o SUS, viva os profissionais da saúde, viva os homens e mulheres públicos de bem, comprometidos com a vida acima de tudo

(Dep Edvaldo Magalhães)