ZPE custou 35 milhões e vão vender por 25 (e desvalorizado)

#zpeacre

Para saber o tamanho do prejuízo é só ver quanto era R$35 milhões à época em Dólares (divida por 2,50 ou 3) e quanto é R$25 milhões (divida 6) agora nos mesmos Dólares….a diferença é absurdamente desfavorável aos cofres do Acre.

zpe, acre, rio branco,

Olhando assim, pode ser um bom negócio…

A estrutura  da ZPE custou R$35 milhões e nunca funcionou para ajudar o Acre e sua economia.

O que já se fala nos bastidores: que a empresa que vai assumir a ZPE (vai pagar em suaves parcelas no cartão Bemol os 25,8 milhões, sem contar a carência) não será a mesma que seguirá à frente da Zona de Processamento de Exportação para fazer girar a roda do negócio.

Tá na cara que esta primeira compra da ZPE é uma grande aposta de curto prazo…adquiri-se a estrutura e a repassam a um mega, super investidor daqui uns dias…se ele aparecer, claro…perfeito!

Nos bastidores, a repercussão, porém, é negativa….sobra muito, claro, para o governo…algo assim: ‘muito esforço para o governo entregar a ZPE a um….’ o resto é impublicável.

Ainda nos becos e nos ZAPs da vida também fala-se que a ‘base’ dos que vão assumir a ZPE neste primeiro instante seria em Manaus, bingo!, e em São Paulo.

O fato é que até agora a ZPE seguiu o mesmo caminho da velha usina ‘álcool verde’ que um dia foi vendida como a panaceia para o fornecimento de combustível limpo no Acre mais em conta e nunca aconteceu.

Mas que tipo de produtos acreanos essa ZPE exportaria para o mundo, via Pacífico?

Não me venham com história de carne, madeira, cupuaçu e açaí, essas lorotas que até hoje não trouxeram desenvolvimento social ao Estado.

Enriqueceram uns dois ou três, isso é verdade!

A chance do Acre é a tecnologia..investimento em ciência e em pessoas.

Para gerar o nosso produto de libertação e exportação: conhecimento!

Qualquer coisa, a Coreia do Sul está bem ali para ensinar….

J R Braña B.