Acre 2019, antes do Covid: Mais de 1.200 empresas fechadas

#IBGEAcre

problema

IBGE/comunique-se

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou uma pesquisa que mostra que o Acre foi o segundo estado com a maior taxa de abertura de empresas em 2019, com 23,9%. O estado ficou atrás apenas do Amazonas (26,9%). Atrás do Acre, vem ainda Mato Grosso e DF, ambos com 23,8%. Por outro lado, Rio Grande do Sul (17,0%), Santa Catarina (18,9%) e Minas Gerais (19,1%) registraram as menores taxas.

O levantamento detalhado mostra que o Acre tinha, em 2019, 8.563 empresas ativas – sendo que 6.516 foram consideradas sobreviventes, 2.047 novas e 1.270 foram fechadas. Das novas empresas, mais de mil foram de comércio, reparação de veículos automotivos e motocicletas.

(…)

Em tempo: por isso não dá para pôr a culpa inteira na pandemia pelo fracasso econômico e social do Acre e do Brasil…a situação já vinha péssima desde o Golpe em 2016 (com ascensão de Temer) e os que foram eleitos em 2018 (Bolsonaro e GladsonC no Acre) contribuíram para aprofundar o problema no país e aqui no Estado…então, Einstein segue com a razão, não?!…é preciso mudar o estado de consciência para mudar/resolver o problema que foi criado… – J R Braña B.