‘Falta imprensa que me chamou de ladrão me pedir desculpas’

#almalavada

GGN, do Nassif

alma lavada

O ex-presidente Lula comentou na tarde desta quinta-feira (28) a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU que reconheceu que os direitos políticos e individuais do petista foram violados por causa da parcialidade de Sergio Moro e dos procuradores de Curitiba na Lava Jato.

Lula disse que a vitória foi uma “lavagem de alma extraordinária”, mas cobrou os setores da grande mídia que ajudaram a detonar sua presunção de inocência. A declaração ocorreu no evento em que o partido Rede Sustentabilidade declarou apoio à candidatura de Lula em 2022.

“Ideal seria, se pudessem, tirar o Bolsonaro e me colocar para presidir o País. Mas no final do mandato também não quero”, brincou Lula. “A outra coisa era [a ONU] pedir para a imprensa que me chamou de ladrão por tanto tempo, me pedir desculpas. Só queria que dissessem: ‘fomos enganados pelo Moro e pelo Dallagnol’”, completou Lula.

(…)

Em tempo: vamos ver quanto tempo o JN (que colocava aqueles dutos jorrando dinheiro dizendo que Lula era o responsável pelo roubo de milhões) vai destinar para essa notícia da ONU. Aliás, grande parte da imprensa comercial brasileira devia pedir desculpas ao Lula….A imprensa também ajudou inviabilizar a não candidatura de Lula em 2018…e o resultado está aí: o caos social e econômico com Bolsonaro….

Em tempo 2: como a vida dá voltas…né….???

J R Braña B.