Juíza diz que não determinou aparato policial na prefeitura

A juíza da Comarca de Sena Madureira, Zenice Mota, que autorizou por meio de mandado (em caráter liminar) a busca e apreensão na prefeitura da cidade, declarou que não autorizou o envio de policiais. Na operação do MP acompanharam vários agentes da Polícia Civil sob o comando de um delegado.

-Não houve determinação de envio de policiais para a busca e apreensão. Não era uma operação policial. Autorizei o delegado e um agente para garantir a guarda dos documentos. Os abusos que teriam sido cometidos fiquei sabendo, mas ainda não recebi nenhuma representação formal. Se foram comprovados abusos seus autores podem ser penalizados – disse a juíza.

O prefeito Nilson Areal disse que todos os servidores vão representar contra ‘os abusos do MP e do delegado da Polícia Civil na prefeitura’.

-Todos vão fazer isso – acrescentou o prefeito.