Governador chama de ‘antiética’ aliança Ney Amorim e Mazinho

# sena tião viana

tião viana
Tião Viana, governador do Acre

Em reunião em Sena Madureira com pelo menos 40 militantes e dirigentes do PT, o governador Tião Viana teria desaprovado a aliança eleitoral entre o petista Ney Amorim (candidato ao senado) e o prefeito Mazinho Serafim (MDB).

Segundo pessoas que estavam na reunião contaram a oestadoacre, Tião Viana não teria medido as palavras e disse que esse ‘acordo entre Ney e Mazinho era antiético e que o PT não funcionava assim.’

Sobrou também para o prefeito Mazinho.

A reunião foi na casa da tradicional dirigente petista de Sena, Clícia Brandão.

Outra reclamação na reunião contra o candidato Ney é que ele nunca reuniu os militantes do PT em Sena, e ‘só anda e desfila na cidade’ com adversários do governo.

oestadoacre conversou com pelo menos umas seis pessoas que estavam na reunião e todas confirmaram o sentimento de revolta e reprovação do governador Tião Viana com o acordo entre o candidato petista e o prefeito do MDB.

Um dos participantes, petista, do encontro acrescentou:

-O governador não pediu segredo. E disse que era uma questão de honra eleger Jorge Viana, que foi prefeito, governador duas vezes, é senador, e já fez muito pelo Acre.

-Disse até que iria para o Juruá e falaria isso em todo lugar onde parasse.

A primeira dama Marlúcia também participou da reunião.

Com a palavra, o PT.

(colaboração de SM)