Perpétua, escolhida para falar com o General (valiente Adelita!)

mourão perpétua #

Bom dia…!

General (e vice-presidente Mourão) recebe Perpétua em audiência

Durante a Revolução mexicana (1910) surgiu um nome (e música) que foi muito cantado e virou lenda: Adelita

Foi a primeira Revolução social na América Latina….contra o que se convencionou chamar de Porfiriato, do general Porfírio.

O primeiro trecho da letra:

//En lo alto de una abrupta serranía,
//Acampado se encontraba un regimiento.
//Y una mujer que valiente lo seguía,…!Adelita!

(…)

Bem,…

A deputada federal Perpétua foi recebida pelo general Hamilton Mourão, vice do capitão…

O PCdoB tem nove parlamentares na câmara dos deputados, mas a indicada para entregar a Carta ao general foi Perpétua, do Acre.

Os comunistas sabem que na adversidade é preciso paciência…paciência para atravessar o deserto…que é longo, árido, duro, sem água ou água contada…tipo um Atacama quase sem fim.

Perpétua foi o engenho utilizado para a política ampla em tempos obscuros…é clássico esse movimento desde os tempos do Vladimir.

Entregou uma carta, que não é só de sua autoria…mas do partido pontuando questões de centro (Brics e Sistema da Amazônia) e…do povo do Acre reforçando questões específicas (fronteiras, apoios etc…).

Assuntos nacionais republicanos e paroquiais…como deve ser a atuação de uma parlamentar federal.

Perpétua entregou a missiva nas mãos de um general, que é vice do capitão.

E não há contradição.

Em tempo: historiadores mexicanos dizem que Adelita era Adela Verlade Pérez, uma enfermeira que cuidava dos soldados feridos…um deles compôs a música Adelita, que simboliza a luta heroica das mulheres (Adelitas) no sangrento movimento contra a burguesia e a igreja naquele país.

Em tempo 2: //Popular entre la tropa era Adelita (Perpétua, que é reconhecida no Exército)//…//Y hasta el mismo coronel (General) la respetaba.//’

Em tempo 3: quer ouvir o folclore mexicano Adelita?…abaixo na voz do norte-americano Nat King Cole com sotaque nada mexicano sem o primeiro trecho da letra..

 

J R Braña B.


Do GabParl

Deputada entrega “Carta do Acre” a Mourão

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), recebeu na tarde desta segunda-feira (22) a deputada federal Perpétua Almeida (PcdoB/AC). O objetivo do encontro foi tratar sobre a segurança nas fronteiras brasileiras, o aumento do feminicídio no Acre e a importância  da aproximação do Brasil com os países que compõem o Grupo do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

A parlamentar entregou ao vice-presidente a “Carta do Acre”, resultado do encontro entre governadores e ministros no Acre, em outubro de 2017. O documento relata a preocupação das autoridades e pede providências em relação a segurança nas fronteiras, a entrada de drogas e armas,  a chegada de facções no Estado e ao aumento da violência contra mulheres.

mourão

“Pedi apoio para a Frente Parlamentar de Defesa Nacional e para a criação da subcomissão de apoio e fortalecimento dos projetos estratégicos das Forças Armadas, como o Sistema de Monitoramento das Fronteiras (Sisfron), que monitora a entrada de armas e drogas e garante a proteção das florestas, impedindo a derrubada ilegal de madeira”, declarou Perpétua.

A parlamentar também solicitou a Mourão que o Executivo encaminhe ao Legislativo o acordo, pendente de votação no Congresso, que autoriza a criação do Escritório do Banco do Brics no Brasil.  “O Banco poderá financiar programas de desenvolvimento que trarão benefícios para os estados, como o Acre, por exemplo”, acrescentou.

Segundo a deputada, Mourão assumiu o compromisso de acompanhar cada um dos temas levantados e se mostrou muito interessado nos problemas das fronteiras apontados na Carta do Acre.

 


dinheiro