PT renasce na Assembleia Legislativa do Acre

Ainda bem.

As chegadas de Zen, Leila e Louro e mais o Janilson (do PCdoB) são um sopro de esperança dessa nova legislatura –  J R Braña B.


Da assessoria da Aleac

Daniel Zen: ‘O Acre não é mais o Estado da economia do contracheque’

O líder do governo no Parlamento acreano, deputado Daniel Zen (PT), falou dos investimentos feitos pelo Governo do Estado nos últimos quatro anos. O parlamentar ressaltou que “Acre não é mais o Estado da economia do contracheque”. Ele atribuiu essa conquista aos investimentos feitos pelos governos da Frente Popular do Acre (FPA) nos últimos 16 anos.

Zen disse que o número de empregos formais dobrou de 58 mil em 1999 para 129 mil empregos formais em 2014. De acordo com ele a iniciativa privada tem superado a participação do setor público que em 1999 era de 61% e em 2013 ficou na casa dos 41%, enquanto que a iniciativa privada atingiu em 2014 58%.

“Isso tudo comprova que não só temos clareza quanto aos objetivos de nossa política econômica, como temos obtido sucesso na implementação dessa política e na concretização desses objetivos que são: fortalecer o setor produtivo, possibilitar o aumento da produção em escala, elevar a produtividade, entre outros”, ressaltou o líder governista.

Na produção agrícola, o parlamentar destacou o aumento da produtividade de grãos e citou o plantio de milho, base para o alavancamento de outras atividades como a suinocultura e a avicultura. Zen também destacou a participação público-privada para o desenvolvimento de novas tecnologias de produção.

Daniel Zen destacou, ainda, os Programas Cidade do Povo e Ruas do Povo e ressaltou que essas iniciativas levam cidadania àqueles menos assistidos pelas políticas públicas. Outro ponto destacado por ele é a abertura permanente da BR-364, interligando o Vale do Juruá ao restante do Acre. A medida, de acordo com ele, permitiu a redução no preço da cesta básica em média 30% nos Vales do Tarauacá-Envira e Juruá.

Já na Educação, o deputado petista pontuou que essa área sempre foi prioridade para os governos da Frente Popular, começando com o então governador Jorge Viana (PT), que estruturou os planos de cargos, carreiras e salários, a capacitação de professores no governo Binho Marques (PT) e na contratação de pessoal no primeiro governo de Tião Viana (PT).

Quanto à capacidade de endividamento do Estado, o deputado comentou que o Acre cumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal e mantém um rigoroso controle das contas públicas, o que consequentemente o credencia junto às instituições financeiras a adquirir crédito.

“Só se empresta dinheiro para quem tem condições de pagar. Então essa coisa de dizer que o Estado está endividado e que por isso vai a falência, é de uma irresponsabilidade gigante”, lembra Zen.

aleac