Dieese: Rio Branco tem um dos menores custo de vida do Brasil (CB: R$ 341,53)

by Maria Lúcia, edição

 
Do Dieese:

Em janeiro de 2016, houve aumento no preço do conjunto de bens alimentícios básicos em todas as capitais onde se realiza a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. As maiores altas ocorreram em Goiânia (15,75%), Aracaju (14,71%), Palmas (14,24%) e Brasília (13,32%).

O menor aumento foi registrado em Curitiba (1,71%).

A capital com maior custo da cesta básica foi Brasília (R$ 451,76), seguida de São Paulo (R$ 448,31), Rio de Janeiro (R$ 448,06) e Vitória (438,42).

Os menores valores médios foram observados em Natal (R$ 329,20), Maceió (R$ 337,32) e Rio Branco (R$ 341,53).

É a primeira, desde 1955, quando foi fundado, que o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos faz levantamento na capital do Acre. 

O Dieese é mantido pelos sindicatos e é uma referência até para o governo ao longo da história.

Em janeiro de 2016, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.795,24, ou 4,31 vezes o mínimo de R$ 880,00. Em dezembro de 2015, o mínimo necessário correspondeu a R$ 3.565,30, ou 4,52 vezes o piso vigente (R$ 788,00).

 

dieese cb jan dieese cb jan 1