Golpistas do Acre querem prejudicar ampliação da ‘Cidade do Povo’ (vídeo)

 

Que chegará a 10 mil casas para a população mais pobre até final do mandato do governador Tião Viana.

E que já retirou centenas de pessoas dos pântanos da capital.

Porém, em ano eleitoral, é preciso jogar lama em tudo.

Sem diferenciar alho de bugalho.

E o intuito é confundir a opinião pública e interromper a ampliação do Cidade do Povo.

Tudo isso com a ajuda do PiGuinho, instrumento dos golpistas locais.

J R Braña B. – 

 

AgGov

 

Maior programa habitacional do Acre abriga mais de 3 mil famílias

 

Quando foi desenhado o projeto habitacional da Cidade do Povo, em Rio Branco, o governo do Acre idealizou para as famílias que passariam a residir no local um ambiente munido de toda a infraestrutura necessária que viesse a proporcionar uma vida agradável e de qualidade aos milhares de pessoas.

Desde o início da Cidade do Povo, 3.003 casas já foram entregues à população de baixa renda que morava em áreas de risco ou alagadiças. Quando estiver com todas as unidades habitacionais prontas, o empreendimento deverá abrigar mais de 50 mil pessoas.

(…)

Educação

O empreendimento está munido de três escolas – uma de ensino médio e duas de ensino fundamental – e uma creche. Até o fim de 2016, a previsão é para inaugurar o Centro de Educação Profissional, a Escola de Hospitalidade e Gastronomia, além de duas escolas de ensino infantil e uma creche.

O investimento do governo na educação na Cidade do Povo irá ultrapassar os R$ 7 milhões. Somente em escolas estaduais, chegará a 13 unidades até a conclusão do conjunto habitacional, além de uma escola militar do Corpo de Bombeiros programada para 2017.

(…)