Uma biblioteca para Sena Madureira (a)

JV inaugurou na sexta à noite o almoço do sábado da maçonaria em Sena

Os melhores leitores deste blog do fim e do começo do mundo sabem que ninguém mais do que a gente pede, pede e pede uma biblioteca linda, linda, linda, moderna, funcional no principado de Sena Madureira.

Fiquei careca de tanto falar e falar nesse assunto.

Pois é: água mole em pedra dura tanto bate até que fura…

Durante viagem ao principado ontem o senador JV prontificou-se destinar recursos para uma biblioteca no município.

E anunciou durante evento da prefeitura na Feira bem ao lado do prefeito Mazinho.

A prefeitura já pode pensar uma área no centro (eu acrescento: e que não alague) para essa grande obra social e intelectual da cidade.

JV sabe que não vou deixar barato esse sonho…

O senador fez muito quando era governador no setor da cultura.

É a sua praia.

Já estou até pensando no local (que tal uma negociação com a igreja e ser atrás do Santa Juliana, onde era a antiga quadra de futsal?)

O fato é que o assunto ganhou repercussão em Sena com a visita anoche do senador.

Uma hora alguém abraçaria o compromisso…

JV abraçou….

A biblioteca de Sena Madureira tem uma chance de deixar de ser uma quimera.

Ouça aqui abaixo JV anunciando a disposição de indicar recursos para a obra (no meio do áudio você vai ouvir o Branco, com um sonoro…Senador, e Santa Rosa?!):


J R Braña B.

PS:

E viva o Branco, personagem do principado, que agitou a solenidade de entrega de 16 beneficiadoras de arroz ontem à noite na Feira de Sena Madureira.

Evento político que não tem uma pessoa um pouco mais alterada devido a uns goles de cerveja, não é evento político.

-Senador, e Santa Rosa?! – gritou Branco para avisar ao JV que o vizinho município também existe.


Antes publicamos…: