Peru reabre Machu Picchu (fronteira com o Acre segue fechada)

peru

Fronteira do Peru com o Acre segue fechada para pessoas e veículos…embora o ‘trânsito’ pelo Rio Acre entre as cidades de Assis Brasil e Inapari não tenha cessado um único dia desde o começo da pandemia…Para entrar no Peru pelo Acre de carro, o turista deve seguir pela BR-317 rumo a Brasileia até Assis Brasil (ponte binacional) e seguir pela Rodovia do Pacífico.

Machu Picchu (nome quechua que significa Montanha velha) reabriu neste domingo.

machu picchu
Machu Picchu, Peru

Oito meses fechada por contra da pandemia do coronavírus, Machu Picchu, uma das sete maravilhas do mundo consagrada pela Unesco em 1983, reabriu neste domingo para o respirar aliviado da cidade de Cusco, que depende 100% do turismo nacional e mundial.

Com a pandemia metade dos hotéis em Ollantaytambo (32 km de Macho Picchu quebrou….antes havia cerca de 90 hotéis informa a Associação de Hotéis e Restaurante da cidade a Agência AFP)

É em Ollantaytambo onde os viajantes tomam o trem que leva até à cidade perdida dos Incas (descoberta no começo do século XX, julho de 1911, por um aventureiro norte-americano chamado Hiram Bingham.

Machu Picchu foi construída pelos Incas no século XV (em cima de uma montanha coberta de floresta e que colonizadores espanhóis nunca souberam da sua existência)

Machu Picchu começou ser explorada pelas agências (levou o Peru ao mapa do turismo mundial) em 1948 e somente havia ficado fechada ao público em 2010 após uma cheia que destruiu as linhas do trem que sai de Cusco.

Os protocolos estabeleceram que Machu Picchu receberá apenas 675 turistas ao dia (um terço de sua capacidade normal).

No ano passado (2019), Machu Picchu foi visitada por um 1,5 milhão de turistas.

Em tempo: o Acre, mesmo com uma rodovia que dá acesso a esse tesouro que o mundo todo quer conhecer, não aproveita para consagrar sua relação comercial, cultural e social com o Peru.

J R Braña B. com informação da agência AFP em espanhol.