Fechar fronteira para recusar atendimento de covid-19 é humano?

fronteira

(…)

fronteira

(…)

O governador do Acre, GladsonC, já sabe que o colapso pandêmico não está descartado.

E por quê?

Porque o governo federal não fez a sua parte.

Pelo contrário…

…e todo mundo que tem um neurônio na cabeça sabe o que Bolsonaro e seu ministro da Çaúde fizeram e estão fazendo.

Agora, fechar a fronteira para impedir que a população pobre de Cobija (Bolívia) e Iñapari (Peru) se socorram nos municípios do alto Acre é uma atitude nada solidária, para dizer o mínimo.

Por que o governo do Acre não começa uma conversa com os governos dessas duas regiões para encontrar uma saída compartilhada.

Inclusive eles, Peru e Bolívia, ajudando com recursos, estrutura e pessoal médico os hospitais do Alto Acre…isso é possível.

Fechar fronteira para excluir pessoas de atendimento, excelência, pode até render aplausos de insensíveis e egoístas acreanos…

Mas seu governo estará marcado pela falta de solidariedade internacional num momento de desespero em todo o planeta.

J R Braña B.