Moisés Diniz: A justiça de um prato só

moisesdiniztexto

Moisés Diniz

moises diniz

Gladson Cameli completou um ano de luta pra salvar vidas, sempre agradeceu quem ajudou, como bancada federal, Aleac, MP, UFAC, OAB, prefeitos e, principalmente, os heróis da Saúde.

Nunca recebeu uma nota de apoio, quando estava sendo fustigado por grupos poderosos (por cumprir os protocolos da OMS). Criticaram a lentidão da aplicação das vacinas e agora criticam Gladson por querer conduzir, ajudar, a imunizar com rapidez e eficiência.
Gladson não recebeu um elogio por saber transitar entre Dória e Bolsonaro, provando que estava certo ser equilibrado: no final, a principal vacina está vindo do Butantã e o Acre tem recebido apoio robusto e incondicional de Jair Bolsonaro.
Durante um ano, muitos ficaram fazendo política, é só reler os sites. Enquanto Gladson cuidava de salvar vidas.
Agora, de uma hora pra outra, aparecem os palpiteiros, querendo criar solidariedade aonde não precisa. Quem precisa de solidariedade são os doentes e suas famílias sofridas.
As famílias dos que estão sofrendo estão olhando, assistindo. Vendo o esforço que Gladson está fazendo. Ninguém pense que o povo não está vendo.

A vacina vai chegar e nossa gente vai sobreviver. Força, Gladson!

Moisés Diniz