Kairo, aluno da Ufac: O que é importante?

artigo kairo #

oestadoacre reproduz texto do aluno Kairo, Ufac e Estácio de Sá…você estudante universitário também pode enviar seu artigo para o blog dos melhores leitores.

 


Kairo Ferreira de Araújo²

Ao que parece, o ódio, o radicalismo ideológico e a simplificação grosseira de problemas complexos se tornou rotina nesse “Fla x Flu” que é parte da política brasileira, a admiração basbaque que alguns de nós temos por figuras políticas A ou B é de deixar qualquer pessoa pensante de cabelo em pé, não deslumbro motivos pelos os quais devemos ter políticos de “estimação”, seja ele quem for, devemos racionalizar as questões em um sentido suprapartidário, ou melhor, acima de personalidades políticas. Acho que se pararmos um pouco e observarmos a sociedade, podemos notar o apontar de dedos de ambos os lados ideológicos, todos dizendo que a culpa da situação de crise em que nos encontramos é de quem votou em A ou B, enquanto isso medidas que impactam diretamente a vida de todos nós estão em vias de serem aprovadas.

Na medida em que o atual governo se propunha a cortar ainda mais os recursos da educação isso foi amplamente notado, um falando do outro, que o corte já vinha de governos anteriores, e a parte opositora alertando que o governo atual é o que pretende fazer um corte mais radical. Essa balburdia nos faz lembrar um velho ditado do antigo Império Romano: “dividir para conquistar”, ao que parece boa parte de nossa população está enveredada a discutir o supérfluo (de quem é a culpa), e enquanto o ódio entre as pessoas só aumenta, medidas como a reforma da previdência e cortes na educação estão em vias de serem aprovadas. Será que não é melhor discutir acerca das medidas de austeridades, dos cortes e da reforma previdenciária?

A democracia pressupõe o contraditório e a pluralidade de ideias, e isso é garantido na constituição de 1988, é claro, admitindo que todos amem a democracia e relembrando o grande cantor e poeta Cazuza, em sua musica ideologia, que diz em um trecho: “ideologia eu quero uma pra viver”, é importante que tenhamos uma visão ideológica para o Brasil, mas como diz o professor Karnal: “quem pensa diferente de mim não é meu inimigo”. Além disso, há problemas que interessam a todos e merecem uma discussão mais séria e racional, com um olhar que deixe as paixões e amores personalistas um pouco de lado, ate porque é muito provável que não existam heróis e nem salvadores da pátria.

²Kairo Ferreira de Araújo – Aluno de história bacharelado, Ufac, e Estudante de espanhol na Universidade Estácio de Sá.


Em tempo oestadoacre:

A propósito, hoje houve estupenda manifestação em todo país em defesa da Educação…foto do protesto em São Paulo, claro, que a rede globo tenta minimizar.

sp
Manifestação em São Paulo pela Educação