Moça em agência da capital faz o que os líderes políticos não estão fazendo

# moça eleição 2o turno

ruas

Hoje numa agência do Santander, de Rio Branco, uma moça deu exemplo de como devem se comportar os que acreditam na democracia e na liberdade.

Sentada quase ao meu lado ela começou a discutir com dois bolsonários…

-Vocês não vão me intimidar…eu voto no Haddad…eu não voto num louco que só pensa em armas e violência.

Um dos bolsonários dizia:

-Agora vai acabar essa bagunça….(o único argumento era isso, mas não explicava o que era a bagunça).

E a moça, que trabalha ou trabalhou, pelo que pude ouvir, no Call Center de Rio Branco:

-Bolsonaro é deputado há 28 anos e o que fez pelo Rio de Janeiro? Nada!…O que ele fez para ajudar o Rio? Nada…É um candidato sem qualificação alguma…vocês votem em quem quiser…depois não se arrependam…

Os dois bolsonários, sem argumentos mínimos – desistiram de enfrentar a moça e seus argumentos e se afastaram…

O exemplo desta manhã mostra que é preciso falar às pessoas sobre o que está acontecendo….a moça falava alto e todo a agência, lotada, ouvia…

(Me deu saudades do tempo que o sindicato do bancários entrava nas agências falava com o público diretamente.)

É isso que os democratas do Acre precisam fazer…

Até agora só o povo com consciência política tem enfrentado os embates do dia a dia nas ruas…

Cadê os líderes políticos do Acre?

Os partidos, as entidades, os sindicatos (ka ka ka…a maioria com dirigentes de direita)

O tempo tá acabando…

É preciso que a democracia não perca…

É preciso derrotar as trevas…

J R Braña B.